Pular para o conteúdo principal

Noé e a arca que salvou o mundo


“O SENHOR viu que a maldade do homem se multiplicava na terra: o dia todo, seu coração não fazia outra coisa senão conceber o mal, e o SENHOR arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra.” (Gn 6,5-6)
Imagine comigo, caro leitor, que você tivesse a capacidade de enxergar com os olhos de Deus o que se passa no coração dos homens e percebe que não encontra nada de bom. Que tudo aquilo que foi sonhado e planejado para ele simplesmente não há chance remota de acontecer, que tudo o que foi ensinado foi rigorosamente desobedecido e que simplesmente só resta dar fim a sua criação.
Estes são os tempos de Noé. A Escritura é clara ao dizer-nos que o homem se corrompeu de tal forma que não haveria mais o que fazer, exceto “apagar tudo e começar de novo”.
Mas tudo nos planos de Deus é didático, pedagógico para o homem, inclusive as tragédias. Deus resolve chamar um homem, Noé, e ordena que ele construa um barco enorme, uma arca. Que entrasse nela com sua família e com um casal de cada animal da face da terra. Imaginem, que bicharada. E mais, que missão!
Noé enfrentou todo o tipo de escárnio de seus contemporâneos, todo o tipo de dificuldade logística, pois quem naquela época saberia construir uma enorme arca, exceto se não estivesse possuído pelo Espírito Santo de Deus?
Nossos tempos são igualmente terríveis. Mas um homem que tem experiência, intimidade com Deus e que é chamado por Ele para cumprir uma missão está fadado a sofrer todo o tipo de oposições, algumas delas dentre os da sua própria casa. Entretanto, assim como Noé, quando Deus nos ordena algo, precisamos confiar que Ele vai cumprir e afiançar a sua palavra. Os incrédulos não acreditavam em Noé e na palavra do seu Deus até que começou a chover sem parar.
Quem será que você é: o homem de quem Deus se arrepende de ter feito ou o homem chamado para cumprir missões que poucos anseiam? Será que, eu e você, somos como Noé?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O papel do homem

“… liderar, sustentar e proteger mulheres …” As tragédias cotidianas muitas vezes revelam exemplos heroicos que a cultura hodierna tem desprezado. Luiz Carlos da Silva é um destes exemplos. Ele ficou conhecido quando, com o corpo em chamas, salvou a filha recém-nascida no Paraná, no dia 03 de julho. Trata-se de um verdadeiro homem no sentido mais intenso do termo: embora não tenha conseguido salvar a esposa, conseguiu salvar sua filha recém-nascida. Esta tragédia nos lembra que homens e mulheres não são iguais, são diferentes, e seus corpos ilustram essa diferença, explicitando papeis distintos na natureza. Obviamente os movimentos feministas e relativistas irão contradizer este fato, mas eles pouco importam pois não buscam a verdade, só semeando mentiras, confusão e destruição por onde passam. Estamos trabalhando desde a semana passada sobre o conceito sobre masculinidade e, agora, vamos refletir sobre a descrição do papel do homem frente ao sexo oposto: LIDERAR, SUSTENTAR …

Um Homem de Verdade

Compilei algumas citações do filósofo brasileiro Olavo de Carvalho de sua página do Facebook. Se você quiser ver estes e mais alguns visite o blog Olavo no FB. Homem Decente “Meu filho, o dever que você tem de trabalhar, de se sustentar, de prover as suas próprias necessidades e da sua família é parte integrante da sua vocação — se você se recusa a fazer isso, você não merece que a gente lhe dirija a palavra, porque você é subumano, você é um ladrão. O sujeito que acha que os outros ou que “a sociedade” tem a obrigação de sustentá-lo e não ele mesmo e, ainda assim, pensando com essa idéia baixa, nojenta, porca, ele ainda quer ser um escritor, um sujeito desses tem de apanhar […] Não vem com essa história de que você é artista e que não pode fazer isso. Porque os artistas que fugiram às suas obrigações, que tipo de gente são eles? Jean Jacques Rousseau? É disso que você está falando? É Jean Jacques Rousseau que você quer ser? Joga os filhos num orfanato para você poder fazer a sua car…

Onde estás, Adão?

Para começar a série de posts sobre masculinidade na Bíblia, é importante alertar aos leitores que não vou tratar dos problemas hermenêuticos e exegéticos dos textos bíblicos. Infelizmente, os teológos liberais enlamearam as águas do estudo da Bíblia com suas teorias heréticas e demoníacas. Então, vou partir do princípio que o relato bíblico é plenamente confiável, que o pentateuco foi escrito por Moisés (sim, a teoria documentária da Alta Crítica é uma patuscada sem tamanho) e que a discussão sobre se a Adão é real ou um mito não interessa ao menos no momento. A mim (e a você também) deve interessar as lições que o Espírito Santo quer ensinar quando inspirou o escritor bíblico a contar a história deste genuíno homem pecador, Adão. De antemão, antecipo que podemos encontrar em Adão, o primeiro homem, a soma de todos os erros e descaminhos que os homens do passado e os de hoje cometem. É possível enumerar algumas dessas “mancadas”, para ser elegante: 1) Adão foi chamado a dominar a te…